quinta-feira, 11 de junho de 2015

A poesia que vem do Marajó



“Sou de um país que se chama Pará”. Bem dizia nosso querido Ruy Barata sobre nossa terra. Uma referência não somente territorial mas de cultura. Cultura essa quase infinita deste rincão da Amazônia.  Prova disso, é que esses dias tomei conhecimento da rica poesia marajoara, graças a minha querida blogueira e artesã Marli Braga Dias que me ofertou dois livros: IV Antologia Literária do Marajó, e Sonhos poemas de Ubiraci Conceição. 
A antologia traz uma reunião de escritores marajoaras que levam ao mundo contos, crônicas, poemas, poesias que falam de amor, sentimentos e principalmente de cunho nacionalista de exaltação a pátria marajoara.
Fica meus parabéns a todos que compõem essa antologia e ao poeta Ubiraci Conceição. 

Um comentário:

  1. A poesia marajoara agradece!
    Abraços caboclos em você Rômulo;

    ResponderExcluir

Gostou? Deixe sua opinião