quarta-feira, 12 de julho de 2017

Nossa Senhora Sant’Ana? Ou Senhora Sant’Ana?



Chega julho, e em Óbidos comemora-se a festividade da Padroeira dos católicos obidenses. Aquela que foi a avó de Jesus. E durante esse período também é possível ver certa dúvida quanto a nomenclatura “correta” para se referir a mãe de Maria. Para uns, por diversos motivos e razões, o termo empregado é Nossa Senhora Sant’Ana. Já para outros, simplesmente Senhora Sant’Ana. Mas como aqui não pretendo dizer quem está certo ou errado faço algumas reflexões para entender, teologicamente, a mais adequada forma de nos referirmos à avó de Nosso Salvador.
É preciso, primeiramente, relembrarmos a condição divina da maternidade de Maria: mãe de Deus. O primeiro dos quatro dogmas marianos é o da maternidade divina de Maria. Primeiro como razão de todos os outros. O dogma que declara verdade de fé que Maria é Mãe de Deus foi proclamado pelo Concílio de Éfeso, no ano 431. Maria recebeu o nome de “Theotokos”, palavra grega que diz exatamente “Mãe de Deus”, e foi julgado insuficiente o título de “Christotokos”, ou seja, “Mãe de Cristo”. E por tal condição divina a Maria se atribuiu o título de Nossa Senhora.
Analisando-se o mesmo título que se atribuiu a Sant’Ana, padroeira dos católicos obidenses, podemos dizer que tal título configurou-se, pela tradição dos católicos daqui, como uma homenagem carinhosa, embora, pela história da igreja percebamos que a atribuição de Nossa Senhora compete somente a mãe de nosso salvador. Mas qual a importância disso tudo? Ora, como católicos devemos ser conhecedores da história de nossa igreja e ter a consciência de que, unicamente a Maria, é devido o uso de Nossa Senhora. Logicamente, creio que ninguém deixara de ir para o céu por ter se dirigido a avó de Jesus como sendo também Nossa Senhora (sabemos que nossas medidas estão em nossas ações e não em nomenclaturas usadas). Mas é sempre bom conhecermos a história para não cairmos no erro de atribuir mistério divino a quem não compete.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Matriz de Sant’Ana Óbidos: templo de fé e arte




Entre, as ainda sobreviventes construções arquitetônicas da cidade de Óbidos, uma que destaca pela sua imponência e importância é sem dúvidas a Igreja de Sant’Ana. 

Datada do século XVIII, tendo sido construída inicialmente com a mesma técnica das demais edificações existentes na Aldeia Pauxis, erigida com material da região, folhas de palmeira para cobertura e barro para as paredes (taipa-de-pilão), esse templo constituiu-se como a primeira igreja da cidade.
Nos últimos anos, ela vem passando por uma reforma  e restauração, que a tem deixado cada vez mais bonita. E nesse mês de julho, mês daquela a qual a igreja leva o nome, esse maravilhoso templo tem permanecido de portas abertas para que todos possam contemplar e rogar suas preces.
Para você que está distante e que sente saudades deixo algumas imagens que fiz no sábado passado.

















quinta-feira, 13 de abril de 2017

Onde compro meus livros?



Pensando em compartilhar informações sobre compra de livros na internet, principalmente para quem mora em Óbidos Amazônia e municípios vizinhos, é que pensei na elaboração deste post.
Desde a minha graduação em Letras adquiri o hábito de comprar livros. Inicialmente, comprava em sites como: Americanas, Submarino e Saraiva. Na Livraria Saraiva cheguei a comprar bastante. O fato de comprar pela internet foi motivado principalmente pelo preço ser bem mais baixo que nos locais de venda em Santarém. Outro motivo, pela pouca oferta de livros específicos para minha área de estudo e pesquisa.
Só muito tempo depois é que me foi apresentado um site que eu considero o melhor para comprar. Trata-se da Estante Virtual. Que como o próprio nome sugere é uma grande estante virtual de livros. Na verdade uma sebaria virtual onde encontramos de quase tudo e preços para todos os bolsos.
Agora residindo em Óbidos, onde não há livrarias e onde tem apenas uma banca de revista, o site da Estante Virtual me tem sido de grande valia. Recentemente fiz uma compra pela Livraria Saraiva mas ia demorar quase dois meses para que os livros chegassem. Então, cancelei a compra e depois de quase sete dias fui reembolsado normalmente por meio de transferência bancária. Refiz a compra dos mesmos livros pela estante virtual (desta vez mais baratos), e o primeiro livro de um pedido de quatro chegou depois de sete dias corridos.
É seguro comprar por esse site? Sim. Já comprei mais de 100 livros e nunca tive problema algum.
São livros novos e usados, como citei anteriormente, e todos eles estão descritos fisicamente tal como o livro é: se estão sujos, amarelados, rasgados, novos, seminovos etc. Outra vantagem é que você recebe seu código de rastreio do pedido e poderá acompanha-lo (eu uso um aplicativo chamado correio fácil e fico sabendo exatamente quando o pedido saiu para ser entregue).   
Para você que não conhece não irá se arrepender de comprar.