terça-feira, 27 de março de 2012

O que foi o Modernismo


  1. O que significou as Vanguardas Européias para o pré-modernismo e para a Semana de Arte Moderna?
Embora o nosso período Modernista seja eleito como o movimento literário em que de fato tivemos por essas terras a produção de uma “escola” nacionalista, as ideias que suscitaram em nossos poetas tal produção, vieram da Europa. Foi de lá “o poço” de ideias.
Mas foi de modo especial, pelas Vanguardas Européias, que nossos poetas conheceram um novo estilo literário. Na Europa já vigorava um novo conceito de arte, poesia, etc. Nossos poetas, muitos deles estudantes nos países de lá, tendo contanto com a nova arte passaram a produzir aqui no Brasil esse novo conceito. Como exemplo temos Anita Malfatti que expôs quadros já divulgados na europa.
É dentro desse contexto que as Vanguardas Européias têm sua importância tanto para o nosso pré-modernismo, quanto para a nossa Semana de Arte Moderna. Pois foi “o poço” de onde nossos poetas beberam a água. Vale ressaltar ainda, que tal tendência fez com que os nossos homens de poesia rompessem com a estrutura ainda formal de arte. Dessa forma decretando a decadência do Parnasianismo e Simbolismo.
  1. Quais os principais autores e correntes de Vanguardas e o que elas defendiam?
Principais Vanguardas:
  1. Futurismo: propunha a destruição do passado e a incorporação dos aspectos dinâmicos da sociedade (exaltação da velocidade e da máquina). Seu principal representante o poeta Marinetti.
  2. Cubismo: tendo surgido na pintura, o Cubismo designa uma tendência artística que propõe o fracionamento da realidade e, em seguida, sua remontagem por meio de planos geométricos superpostos. Na literatura as principais características são:
  • Utilização do verso livre e do humor;
  • Abolição da sintaxe e invenção das palavras;
  • Linguagem mais ou menos caótica;
  • Preocupação com a disposição gráfica do poema;

  1. Dadaísmo: dos movimentos de Vanguarda, o mais radical. Parte da negação total da lógica, da coerência e da cultura, numa espécie de protesto contra o absurdo da guerra. Seu líder foi Tristan Tzara.
  2. Surrealismo: o francês André Breton lançou o Manifesto do Surrealismo, propondo a valorização da fantasia, do sonho, da loucura e a utilização da escrita automática (o artista deve-se deixar levar pelo impulso, registrando tudo o que lhe vier à mente, sem se preocupar com a lógica).

  1. De que forma o Futurismo influenciou a produção artística na Semana de Arte Moderna?
O Futurismo teve papel importante na produção artística da Semana de Arte Moderna, pois de certa forma, nossos primeiros poetas dessa escola já se chamavam de futuristas, graças as suas obras produzidas. Na verdade o que o Futurismo pregava no que tange, por exemplo, a destruição da estrutura convencional do poema, por aqui já observávamos tais conceitos na poesia, por exemplo, de um Osvald de Andrade quando lança mão da metrificação e da rima.
  1. Quais os principais eventos culturais ocorridos no país entre 1900 a 1922?
No período que antecedeu a Semana de Arte Moderna o nosso país viveu um período de ebulição literária que podemos citar:
  • 1912 – Oswald de Andrade, recém-chegado da Europa, introduz a novidade futurista;
  • 1913 – Exposição do pintor Lasar Segall, negando a pintura acadêmica;
  • 1914 – Anita Malfatti exibe a pintura expressionista que assimilara na Europa;
  • 1915 – Oswald de Andrade funda o jornal humorístico o Pirralho, que luta por uma pintura nacional;
  • 1917 – Outra exposição de pintura de Anita Malfatti. Desta vez a pintora choca o público;
  • 1919 – O escultor Vitor Brecheret exibe parte de sua obra;
  • 1921 – Publicação de um artigo de Oswald de Andrade dedicado a Mario de Andrade denominado “O meu poeta futurista”.

  1. As obras pré-modernistas justificaram a Semana de Arte Moderna?
As obras pré-modernistas justificaram “a semana”, pois serviram de um caminho da arte até a sua concretização em 1922. Observemos que inicialmente um ou outro poeta dispunha-se a desenvolver a nova arte. Com o passar do tempo, até anos antes da Semana de Arte, a simpatia pela nova tendência foi ganhando cada vez mais adeptos até concretizar-se por completo em 22.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe sua opinião

Postar um comentário